Tem que ter tempero!

May 18, 2015

 

Não há nada melhor do que saborear um prato bem temperado! E quando falo isso não necessariamente é uma comida com muito sal. Existem centenas de temperos pelo mundo, fornecendo um leque infinito de sabores, e muitos deles ainda nem conhecemos. Outros são bem famosos e populares, como alho no arroz, folha de louro no feijão, alecrim no peixe, orégano na pizza.

 

Temperos e condimentos são utilizados desde sempre, antigamente uma de suas funções era conservar os alimentos perecíveis como carne e peixe. Hoje, além de ajudar a retardar a deterioração, as especiarias são usadas para realçar o sabor, cor e aroma, acrescentar charme e deixar o prato delicioso.

 

O sal é composto por cloreto de sódio, recomenda-se a ingestão de no máximo 2000mg por dia de sódio, ou 5g de sal. Para se ter uma noção de como exageramos no consumo, a média por brasileiro é de 12g de sal por dia (mais que o dobro!). Cada tablete de caldo de carne tem por volta de 2200mg de sódio, é muito. O resultado do excesso no consumo de sal tem relação direta com o aumento da morbimortalidade por doenças crônicas, a principal delas é a hipertensão arterial. O exagero na ingestão de sódio leva a retenção de líquidos, aumento da celulite, dificulta a eliminação das toxinas no sangue.

 

Sendo assim, vamos usar mais temperos naturais e menos sal. Podem ser usados frescos ou desidratados, são inúmeras opções: Orégano, manjericão, alho, pimenta, folha-de-louro, canela, alecrim, salsa, coentro, cebolinha, noz moscada, tomilho, açafrão, alho-poró, cebola, cravo-da-índia, cominho, baunilha, hortelã, sálvia, manjerona.

 

As plantinhas utilizadas na cozinha além de fornecer minerais como potássio, zinco, ferro, possuem propriedades terapêuticas. O alho ajuda a reduzir o colesterol, é expectorante e antisséptico. A canela, erva-doce e o gengibre são indicadas para melhora de distúrbios digestivos. A cúrcuma ou açafrão-da-terra tem propriedades anti-inflamatórias. O alecrim como uso tópico é antisséptico e cicatrizante.

 

Sua missão agora é visitar a ala de temperos do supermercado, ir à feira, plantar no quintal ou em um vasinho na janela, e provar novos sabores. 

 

É só escolher sua receita favorita e mãos na massa! 

 

Marcela Laner - Nutricionista

marcela.laner@gmail.com

Instagram: marcela_laner

 

 

 

 

Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, Unicamp. Organização Mundial de Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 

 

****

 

Nota da Lu: Para quem não leu o post de apresentação da Mag, é só clicar aqui. Mag é minha amiga e uma super colaboradora do blog! E para ler todos os posts da Marcela no blog, é buscar por Marcela Laner na caixinha de busca! 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Posts Destaque

Nhoque suflê de espinafre!

May 26, 2017

1/10
Please reload

Posts Recentes

April 6, 2017

Please reload

Busca palavra-chave
Arquivo
Please reload

Instagram