Dia do agricultor! Vlogs #especialférias.

July 28, 2015

Para cozinhar comida gostosa, é necessário ter ingredientes de qualidade. É preciso ter frutas, verduras e legumes frescos. O cuidado com cada produto começa desde o momento do plantio, colheita, transporte e recepção nos supermercados, restaurantes, feiras, etc. Hoje é o dia do Agricultor (28 de julho) e decidi prestar uma pequena homenagem a quem faz com que seja possível que todos os cozinheiros possam transformar produtos de qualidade em pratos deliciosos! 

 

Quem é inscrito no meu canal no youtube viu que nas últimas semanas subi alguns vlogs dos três dias incríveis que passei na fazenda dos meus pais quando estava de férias no Brasil.

 

Se você ainda não é inscrito, corre lá e inscreva-se! Os vídeos sempre entram primeiro por lá. Não tinha postado nenhum vlog aqui no blog, mas, como terminei de editar o último hoje, e calhou de ser o dia do agricultor, resolvi fazer um post sobre o assunto e compartilhar por aqui também.

 

Meus pais são agricultores. Meus avôs eram agricultores. Meus tios são agricultores. Vários primos estudaram agronomia. Meu irmão é quase um engenheiro agrônomo (ele está no últimos semestre da faculdade). É isso que eles sabem fazer. E é isso que eles fazem muito bem.

 

Eu nunca tive muito talento pra cultivar. Eu me lembro que quando éramos pequenos e minha mãe plantava mudinhas de alface, eu até podia ajudar fazendo a covinha, mas meu irmão era quem transplantava a mudinha, porque ele tinha uma mão boa para isso. Se é verdade essa história de mão boa, eu não sei. Apesar de gostar muito de colher as verduras fresquinhas na horta, acho que para cultivar é preciso talento e muito coração. Produzir alimentos não é pra qualquer um.

 

Uma das lições mais importantes que aprendi com meus pais foi saber de onde vem os alimentos. Saber que as bandejinhas de frango que compramos no supermercado não nascem assim. Saber que o queijo, o pão, as geleias tem um ciclo antes de chegar as prateleiras para o consumidor final. Eu me orgulho muito de saber como os alimentos são produzidos e me orgulho ainda mais da minha família porque sei o quanto pode ser difícil produzir.

 

É muito gratificante, plantar, colher e consumir. Mas não é uma tarefa fácil. O trabalho do agricultor depende de muitas variáveis que não podem ser controladas. Existe um custo muito alto atrelado à produção. E uma dependência extrema de condições climáticas favoráveis. Tem que chover para começar a plantar. Tem que chover para que as sementes germinem e cresçam. Tem que chover no momento da formação de grãos. Grandes períodos de seca num momento crucial pode afetar toda a lavoura, gerar danos irreparáveis e prejuízos significativos.

 

Não quero dar uma aula de como são produzidos os alimentos aqui, até porque eu não sou nenhuma especialista no assunto. Apenas quero aproveitar esse momento para ressaltar que respeitar o alimento é também uma forma de valorizar o trabalho do produtor rural. Eu aprendi e ainda aprendo muito com meus pais. Coisas simples, como não desperdiçar alimento, é muito importante. Todas as vezes que descasco um queijo e a casca desperdiçada é mais grossa do que deveria ser significa que eu estou desrespeitando tanto o produto como o trabalho de quem produziu. O mesmo acontece quando descasco a batata deixando muito mais do que seria necessário na casca. Ou quando acontece um planejamento equivocado e algum alimento que comprei não é utilizado porque deixei estragar. Esse é o tipo de coisas que não pode acontecer. O desperdício é uma falta de respeito com quem produz os alimentos e é uma falta de consideração com todas as pessoas que passam fome todos os dias.

 

Enfim, quero apenas concluir parabenizando a todos os agricultores que trabalham sem medir esforços para produzir alimentos. Que ano após ano tem a esperança renovada em cada plantio. Que se realizam com cada safra cheia. Que ficam felizes com cada colheita satisfatória e que estão sempre ansiosos esperando a próxima oportunidade para reiniciar esse ciclo!

 

Compartilho aqui o último vlog que fiz na fazenda. É um tour pelo pomar e pela horta da fazenda dos meus pais. E tem um plus, que é o momento em que estou cavoucando um pé de mandioca! Comida boa é feita com com ingredientes frescos, de ótima qualidade e boa procedência! 

 

 

 

Essa temporada na fazenda também rendeu até vídeo de receita:

 

E para finalizar, hoje tá rolando um texto na minha timeline do facebook que achei muito legal e decidi compartilhar aqui. 

 

“Eles trabalham em silêncio. Lutam sem parar por melhorias, desde o preparo do solo até a colheita. Muitos são responsáveis pela geração de emprego e renda, construindo a grandeza do nosso povo. São vários profissionais em um só, pois plantam, empreendem, inovam e administram. São a força… no batente desde o amanhecer até o entardecer.
São corajosos… se revelam na tradição, cultura e história. São guerreiros… enfrentam as dificuldades climáticas, pragas e doenças. São inteligentes… não se cansam de aprender, buscando sempre mais e mais conhecimento. São alegres e divertidos…. problemas? Eles não se abatem por causa deles. Na realidade, eles os veem como desafios. São heróis… São exemplo de vida… São o celeiro do mundo! Parabéns, agricultores! Obrigado pelo pão nosso de cada dia….” Ariádine Morgan.

 

Parabéns a todos os agricultores! 

 

 

Please reload

Posts Destaque

Nhoque suflê de espinafre!

May 26, 2017

1/10
Please reload

Posts Recentes

April 6, 2017

Please reload

Busca palavra-chave
Arquivo
Please reload

Instagram